Dra Juliana Korth


Fazer exame de pele anual previne o aparecimento de câncer de pele

03/09/2010 12:42:50

Você examina sua pele?

Pois fique sabendo que o câncer de pele e um dos cânceres que mais crescem em incidência, especialmente no Brasil, onde as pessoas costumam tomar sol indiscriminadamente e consideram o bronzeado como um sinal de saúde. Proteger a pele do sol previne o aparecimento de câncer de pele, além de mantê-la jovem e bonita por mais tempo (previne o fotoenvelhecimento).

Confie em seu médico e pelo menos uma vez por ano faça um check-up. Esse exame é simples e importantíssimo porque pode salvar sua vida. Em poucos minutos, seu médico avalia sua pele e suas pintas. A maior parte é conferida a olho nu, mas algumas podem precisar de uma lupa especial que diferencia pintas normais de pintas cancerosas. Se houver pinta suspeita, ela é removida e enviada para exame de patologia.

Sobre o câncer de pele
Os dois tipos mais comuns de câncer de pele são o basocelular e o carcinoma epidermóide, usualmente chamados de câncer de pele não-melanoma. Nos EUA, mais de 90% dos cânceres de pele são do tipo basocelular, que é câncer de crescimento lento e que raramente se espalha para outras partes do corpo. O carcinoma epidermóide é o segundo tipo mais frequente de câncer de pele e pode espalhar-se se não for tratado a tempo.O terceiro e mais temido tipo de câncer chama-se melanoma, e possui uma grande tendência a invadir os tecidos sadios e causar invasão a distância (metástase). Os melanomas em geral crescem em locais onde existem pintas (escuras ou não).

A melhor linha de defesa contra o câncer de pele é detectá-lo cedo, por isso o exame anual da pele e tão importante, principalmente para pessoas com pele muito clara e com muitas pintas. Quando diagnosticados e tratados cedo, os cânceres dos tipos basocelular e escamoso são curáveis em 100% dos casos, já o melanoma é, curável em 97% dos casos, quando descoberto em estágios iniciais. 

 
Sintomas 
Os sintomas podem variar de pessoa pra pessoa e incluem:

- Mudança nas pintas da pele (forma, cor e tamanho);
- Ferida que coça, sangra ou que não cicatriza;
- Caroços brilhosos, claros ou que coçam;
- Caroços avermelhados que sangram ou formam uma crosta;
- Mancha avermelhada ressecada, áspera e crostosa;
- Muitas lesões de pele não são cancerosas, mas se você notar uma ou mais lesões descritas acima por mais de 2 semanas, procure seu médico. 

 
Fatores de Risco
Alguns fatores aumentam as chances de desenvolver câncer de pele, entre eles:

 

- Idade: De 40 a 50% dos americanos com 65 anos ou mais desenvolvem pelo menos um tipo de câncer na pele;

- Pele Clara: Especialmente se associada a cabelos ruivos ou loiros, sardas e olhos verdes ou azuis;

- Clima /Geografia: Pessoas que vivem em lugares ensolarados e mais próximos a linha do Equador;

- História Pessoal e Familiar: Se seus pais ou irmãos tiveram câncer de pele, suas chances são maiores, espacialmente no caso de melanoma. Se você já teve algum tipo de câncer de pele, suas chances de ter novamente também são maiores. Fique atento;

- Ocupacional: Quem trabalha diretamente com alcatrão, arsênico e parafina. 


Saiba como reduzir o seu risco

- Use sempre protetor solar. Escolha SPF 30 ou maior. Aplique o protetor 30 minutos antes de sair de casa e reaplique conforme necessário;

- Fique na sombra e evite o sol entre as 10:00 e 16:00 horas;

- Cubra-se. Use camiseta e chapéu (ou boné) para evitar o sol diretamente na pele;

- Use óculos escuros para proteger os olhos dos efeitos nocivos do sol;

- Proteja seus filhos. Bebês com menos de seis meses de vida devem ser completamente protegidos da exposição solar direta. Sempre aplique protetor solar nas crianças acima de seis meses e ensine seus filhos a se proteger do sol sempre que saírem de casa para brincar. Faça disso um hábito que eles irão cultivar durante a idade adulta;

- Evite usar camas de bronzeamento artificial. Elas não são uma alternativa segura.


Fatos sobre o protetor solar

SPF (do inglês "fator de proteção solar") significa o tempo que se pode passar sob o sol sem se queimar. FPS 30 é uma boa opção para quase todas as pessoas. Aplique 30 minutos ANTES da exposição solar de modo uniforme sobre todas as áreas expostas ao sol. Reaplique após suor excessivo e após mergulho na piscina ou no mar.

Últimos artigos

American Academy of Family Physicians American College of Preventive Medicine Associação Internacional de Medicina Estética Educational Commission for Foreign Medical Graduates Sociedade Brasileira de Clínica Médica Sociedade Brasileira de Medicina Estética


Todos os direitos reservados para Juliana Korth